Ginecologia Infanto-Juvenil - 1ª. Ed. - Capítulo 37 - Doenças Sexualmente Transmissíveis

Capitulo 37 - Doenças Sexualmente Transmissíveis Geraldo Duarte IntroduçãoDe forma geral, o treinamento cartesiano para o atendimento à saúde dirige o foco de atenção do profissional mais para a doença do que para o doente. O exercício deste paradoxo pode ser facilmente observado frente a pessoas que padecem de doenças infecto-contagiosas, aflorando falhas éticas e humanísticas, cujos prejuízos psicológicos e sociais podem ser irreversíveis para o paciente. Torna-se fácil deduzir que, nas situações em que o profissional identifica potencial risco para sua saúde, o atendimento holístico é freqüentemente esquecido. Para a abordagem de infantes e adolescentes, grande parte do sucesso está na inversão da prioridade cartesiana (doença x paciente), usualmente utilizada no atendimento de adultos, para uma abordagem holística (paciente x doença). Entre crianças e adolescentes, independente da doença, a abordagem precisa entender primeiro a pessoa. Sem esta disposição empática por parte do profissional, o resultado global....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa