Sexologia e Ginecologia - 1ª. Ed. - Capítulo 16 - Anticoncepção e Infertilidade: Repercussões sobre a Sexualidade

Ramon Luiz Braga Dias Moreira. . Adaptar a vida sexual à contracepção tem sido tarefa feminina. Essa tarefa, aparentemente amena, é, na prática, bastante complicada.. . Fazer uso da pílula representa: o exercício diário de lembrar-se da ingestão, a interferência externa sobre a fisiologia endócrina, a possibilidade de uma falha, o não compartilhamento pelo parceiro deste "dever" etc.. . Do ponto de vista orgânico, a porcentagem de mulheres com efeitos colaterais suficientes para abandonar a anticoncepção oral é pequena, cerca de 10 a 15%, e assim podemos considerar que, se olharmos a questão com os olhos da medicina, a pílula é um sucesso absoluto. Não podemos esquecer, entretanto, de que vivemos numa sociedade em transformação, em que valores antigos e novos quanto à sexualidade e à reprodução disputam lugar no inconsciente de homens e mulheres. A maioria dos casais que hoje constroem famílias nucleares é oriunda de famílias numerosas; um grande número dos casais que vivem em grandes centros urbanos é oriundo das pequenas cidades; um grande número de casais que dividem tarefas domésticas e profissionais....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa