A Clínica e o Laboratório - 16ª Ed. - Capítulo 23 - Patologia Respiratória

Alfonso Balcells Gorina. . Rinite Alérgica (atópica). . Hemograma. Eosinofilia (5-8/100 na fórmula leucocitária), não constante.. . Esfregaço do exsudato nasal. Eosinófilos em proporção variável, de acordo com a atividade do processo e a presença do alérgeno sensibilizante: estacional na polínica (febre do feno); no inverno ou em todo o ano, é devido à poeira doméstica ou do trabalho. Mastócitos abundantes em outras formas de rinite perene.. . Química hemática. Aumento de IgE no soro. Sua determinação nos casos duvidosos tem valor clínico: uma IgE baixa descarta o caráter atópico da doença.. . Provas cutâneas. Exame da sensibilidade a uma série de agentes: poeira, mofo, alimentos, pêlos, ácaros, pólens da região etc.. . RAST (teste de radioalergoabsorção): prova in vitro para determinar IgE específica no sangue de alérgenos selecionados. Útil nas dermopatias e em crianças.. . Critério clínico. Na rinite ....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa