PEDIATRIA AMBULATORIAL 2a Edição - Capítulo 68 Abordagem Ambulatorial da Criança com Cianose

Fonseca - 68  . Simone de Oliveira Barbosa Villa Verde. Luziene Alencar Bonates Lima. Cleusa Cavalcanti Lapa Santos. INTRODUÇÃO. A cianose é um sinal ou sintoma caracterizado pela coloração azulada da pele e membranas mucosas. Em sua expressão estão envolvidos fatores como a cor da pele, a espessura da epiderme e a rede subcapilar.. Os principais mecanismos envolvidos em sua gênese são: (a) deficiência na oferta de oxigênio; (b) diminuição da hemoglobina oxidável; (c) maior extração de oxigênio da hemoglobina; (d) maior quantidade de sangue venoso que arterial na periferia; (e) mistura de sangue venoso com arterial na circulação sistêmica.. Quanto à quantidade de oxigênio no sangue circulante, a cianose pode ser classificada em hipoxêmica (shunt direita--esquerda), normoxêmica (insuficiência ventricular direita) ou hiperoxêmica (policitemia).. Quanto à origem, a cianose pode ser: cardiogênica (insuficiência cardíaca), pneumogênica (hipoventilação, alterações nas trocas alveolares), hematogênica (policitemia), vasculogênica (fenômeno de Raynaud) ou neurogênica.. Do ponto de vista semiológico, pode ser classificada em central, periférica, mista ou diferencial (Quadro 68.1).. A....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa