PEDIATRIA AMBULATORIAL 2a Edição - Capítulo 48 Febre de Origem Obscura

Fonseca - 48 Ruben Schindler Maggi. INTRODUÇÃO. A febre é um dos sinais e sintomas mais frequentes nos pacientes pediátricos, determinando demanda significativa aos serviços de atendimento externo, tanto ambulatórios como serviços de urgência ou pronto-atendimento.. Definida como aumento da temperatura corporal acima dos níveis considerados normais, a febre reflete uma mudança no centro termorregulador hipotalâmico, que passa a trabalhar com um ponto de estabilização de temperatura acima do habitual. Essa mudança hipotalâmica é decorrente da produção de pirógenos endógenos pelas células inflamatórias do organismo, que estimulam o hipotálamo a produzir outras citocinas pirogênicas preexistentes.. Na infância, a maioria desses pirógenos endógenos é originada em macrófagos e monócitos estimulados por agentes infecciosos, mas outras substâncias, como complexos imunes, partículas tumorais ou tóxicos ambientais, também podem desencadear essa resposta, comportando-se como pirógenos exógenos.. A febre derivada dessa mudança hipotalâmica difere da que ocorre em situações em que pode haver aumento da temperatura corporal por desequilíbrio entre a produção e as....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa