PEDIATRIA AMBULATORIAL 2a Edição - Capítulo 39 Litíase Renal

Fonseca - 39  . Adriano Almeida Calado. Iracy de Oliveira Araújo. José Pacheco Martins Ribeiro Neto. Seráfico Pereira Cabral Júnior. INTRODUÇÃO. A litíase urinária na população pediátrica vem aumentando de importância nas últimas décadas. Nos EUA, é responsável por 1 em cada 1.000 a 7.500 admissões hospitalares em pediatria. É mais frequente no gênero masculino do que no feminino (4:1). Nos países desenvolvidos, apenas 1% a 3% dos casos de litíase urinária ocorrem na população pediátrica.. Sua incidência vem aumentando com o passar das décadas, influenciada por fatores climáticos, sedentarismo e, principalmente, fatores dietéticos (ingesta aumentada de sal e proteínas e diminuída de água). Entretanto, a predisposição genética também é fator relevante, refletindo-se na distribuição racial (predominantemente em brancos) e história familiar de litíase.. Uma variedade de condições clínicas pode associar-se à litíase urinária na criança, como síndromes malabsortivas, fibrose cística, mielodisplasias e imobilizações prolongadas, entre outras.. Malformações do trato urinário e distúrbios metabólicos, urodinâmicos e infecciosos também estão relacionados com a formação de cálculos. As crianças....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa