Compêndio de Neurologia Infantil – 2a edição - Capítulo 86 - Radioterapia dos Tumores do Sistema Nervoso Central

FONSECA - 86 Marcus Simões Castilho . Antônio Celso Lima Costa Pinto. Joaquim Caetano de Aguirre Neto . Luiz Flávio Pena Coutinho. Introdução. O índice de cura do câncer infantil aumentou consideravelmente nas últimas décadas, em virtude da utilização sistemática de quimioterapia, do uso racional da cirurgia e da radioterapia e da melhoria nas condições de suporte clínico. De fundamental importância foi também o desenvolvimento de grupos colaborativos. Essas medidas possibilitam que cerca de 70% das crianças com câncer sejam curadas.. No tratamento multidisciplinar do câncer na infância observa-se uma tendência cada vez maior de restrição do emprego de radioterapia. Essa redução compreende a eliminação total da radioterapia do tratamento ou a diminuição da dose e dos volumes irradiados. Essa condição objetiva minimizar os efeitos tardios da irradiação, que são especialmente deletérios na infância, principalmente quando a radioterapia (RT) é associada a agentes quimioterápicos, que exercem efeito aditivo e sinérgico, aumentando as reações dos tecidos normais.. A tentativa de reduzir o uso da radioterapia....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa