Compêndio de Neurologia Infantil – 2a edição - Capítulo 84 - Tumores do Tronco Encefálico

FONSECA - 84 Luiz Fernando Fonseca . Geraldo Pianetti. Andréa Lara Oliveira Lima. Os tumores do tronco encefálico representam de 10% a 15% de todos os tumores do sistema nervoso central (SNC) na infância e 30% dos tumores da fossa posterior nessa faixa etária.2 Acometem na mesma proporção crianças do gêneros masculino e feminino, com pico de incidência entre os 3 anos e os 10 anos de idade. O tronco encefálico é definido anatomicamente como uma região delimitada superiormente pelo tecto do mesencéfalo e inferiormente pela junção bulbomedular. O modo de apresentação desses tumores está relacionado com sua localização dentro do tronco, bem como com a velocidade e a direção de seu crescimento.. Os tumores do tronco encefálico são classificados, com base na neuroimagem, em difusos, exofíticos, focais, císticos e bulbomedulares. Essa classificação, idealizada por Epstein,3 promove melhor definição da possibilidade cirúrgica e, portanto, do prognóstico da lesão.. Os tumores difusos são os mais frequentes, em torno de 75%; a localização mais encontrada é na ponte, e o prognóstico é sombrio, pois não podem ser abordados cirurgicamente. Na quase totalidade dos casos,....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa