Compêndio de Neurologia Infantil – 2a edição - Capítulo 80 - Tumores Hemisféricos na Infância

FONSECA - 80 Guilherme Cabral . José Aloysio da Costa Val Filho. Antônio Moura Diniz Lara . Paulo Mallard Scaldaferri. INTRODUÇÃO. Os tumores do sistema nervoso central (SNC) são o segundo tipo mais prevalente entre crianças e adolescentes, ficando atrás somente do grupo dos tumores não sólidos. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, a prevalência média dos tumores cerebrais na infância, no Brasil, varia de acordo com a região estudada, ficando entre 5,5 e 36,8 casos por milhão. A taxa de mortalidade é de 9,5 por milhão.1. Os tumores mais frequentes na infância são os astrocitomas, malignos e benignos, que correspondem a cerca de 12% e 38%, respectivamente, dos tumores hemisféricos.2 Os tumores de origem ependimária (9% dos tumores hemisféricos) aparecem em idade inferior aos tumores ependimários da fossa posterior. Tumores primitivos, como os tumores neuroectodérmicos primitivos (PNET), também podem ocorrer na cavidade supratentorial. Lesões de ocorrência rara são encontradas em lactentes, nos quais a patologia dos tumores cerebrais é diversa, sendo mais incidentes as lesões congênitas, de tecidos primitivos ou polipotentes;....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa