Compêndio de Neurologia Infantil – 2a edição - Capítulo 62 - Distúrbios de Movimentos na Infância

FONSECA - 62 Seção XIII. Outras Patologias. Francisco Cardoso. INTRODUÇÃO. A expressão distúrbios de movimento refere-se a síndromes caracterizadas por defeito da produção do movimento, mas sem ocorrência de fraqueza muscular. A denominação tradicional, síndromes extrapiramidais, entrou em desuso em consequência da percepção de que o “sistema extrapiramidal” não faz sentido sob o ponto de vista anatômico e fisiológico. Embora não seja objetivo deste capítulo discutir detalhes dessa polêmica, é importante lembrar que os núcleos da base não apresentam via direta de acesso ao neurônio motor inferior. Ainda que não se saiba exatamente qual a contribuição dos núcleos da base para o movimento, as informações lá geradas são enviadas de volta às áreas motoras do córtex cerebral, as quais as repassam aos motoneurônios do tronco cerebral e medula espinal através do trato corticoespinal. Em outras palavras, as informações “extrapiramidais” são veiculadas através do “sistema piramidal”. Há apenas uma exceção a esse modelo: o elemento efetuador dos núcleos da base, globo pálido interno e parte reticular da substância negra, projeta-se diretamente....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa