Compêndio de Neurologia Infantil – 2a edição - Capítulo 83 - Tumores Infratentoriais

FONSECA - 83 Geraldo Pianetti . Luiz Fernando Fonseca. José Aloysio Costa Val Filho . Rafael de Albuquerque Barbosa. INTRODUÇÃO. Existem controvérsias relativas à frequência entre os tumores supratentoriais e infratentoriais na infância. Alguns autores relatam predominância de localização na fossa posterior, outros, na cavidade supratentorial. Alguns trabalhos mostram que não existe diferença significativa; esta é a experiência dos autores.. Os tumores infratentoriais mais frequentemente diagnosticados nas crianças são o meduloblastoma (PNET), o astrocitoma do cerebelo e o ependimoma. Esporadicamente, são encontrados os tumores do plexo coroide e os teratomas. Os meningiomas e os neurinomas do acústico são raros na infância. Os tumores do tronco encefálico são discutidos no Capítulo 84.. Meduloblastoma. Correspondem de 15% a 20% do total de tumores intracranianos na infância, totalizando de 30% a 40% dos casos de tumores infratentoriais. São chamados de tumores neuroectodérmicos primitivos (PNET) da fossa posterior. Foram descritos pela primeira vez por Bailey e Cushing,² em 1925..

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa