Compêndio de Neurologia Infantil – 2a edição - Capítulo 82 - Tumores da Região da Pineal

FONSECA - 82 Guilherme Cabral . José Aloysio da Costa Val Filho. Antônio Moura Diniz Lara . Leopoldo Mandic Ferreira Furtado. INTRODUÇÃO. A expressão tumores da região da pineal é preferível a tumores da pineal ou pinealomas, pois existem lesões expansivas dessa área que não se originam de tecidos dessa glândula. Os tumores dessa região, contudo, têm sintomatologia característica.. INCIDÊNCIA. Estudos cooperativos sugerem que os tumores da região da pineal correspondem de 0,5% a 1,6% dos tumores intracranianos. São mais comuns na infância, constituindo 4,6% entre os 3.022 tumores intracranianos do material de Slooff e Slooff. São mais frequentes entre os japoneses – 2,9% em todas as idades e 6,4% abaixo dos 15 anos. Essa elevada frequência entre os japoneses se deve, sobretudo, aos tumores malignos da série germinativa.. ANATOMIA DA PINEAL. A glândula pineal tem forma alongada, mede de 5 a 10mm de comprimento e pesa de 140 a 200mg. Está localizada posteriormente ao terceiro ventrículo, abaixo da comissura habenular. Tem íntima relação....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa