Compêndio de Neurologia Infantil – 2a edição - Capítulo 78 - Tratamento Cirúrgico da Epilepsia na Infância

FONSECA - 78 Hélio Rubens Machado . Vera Cristina Terra . Marcelo Volpon Santos. Introdução. A epilepsia é uma condição neurológica que acompanha a humanidade, provavelmente desde seu início. Cerca de 400 anos antes de Cristo, a doença já era conhecida pelo grande Hipócrates, que escreveu um livro sobre ela, On The Sacred Disease, em que já refutava a ideia de que a convulsão era obra de espíritos e sabiamente a relacionava com o cérebro. Nos anos subsequentes, várias são as histórias (a maioria delas lendárias ou anedóticas) que se referem a indivíduos com epilepsia, a qual voltou a ter cunho religioso em virtude da influência da Igreja na Idade Média, considerando-se tais pessoas como “possuídas” ou “bruxas”.. A era moderna da epilepsia inicia-se na segunda metade do século XIX, fruto do trabalho de três neurologistas britânicos – Sir William Richard Gowers, Russell Reynolds e o notável Sir John Hughlings Jackson. Nesse período, os conceitos básicos da epileptologia foram desenvolvidos. Vale ressaltar que já nessa época, mais precisamente em 1886, a ressecção cortical como tratamento da epilepsia já fora descrita por Sir Victor Horsley....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa