Compêndio de Neurologia Infantil – 2a edição - Capítulo 25 - Cefaleias na Infância e Adolescência

FONSECA - 25 Seção V. Cefaleias – Distúrbios ParoxísticosNão Epilépticos e Distúrbios do Sono. José Luiz Dias Gherpelli. INTRODUÇÃO. A cefaleia é sintoma frequente na infância e adolescência. Ela pode ocorrer na vigência de processos infecciosos, acompanhando doenças sistêmicas, ou como parte da sintomatologia de doenças agudas ou crônicas do sistema nervoso central (SNC). Quando ocorre de maneira recorrente ou intensa, a cefaleia desencadeia preocupação tanto para a família como para o médico. Com frequência, os pais procuram auxílio médico para a criança com cefaleia não apenas para obter o alívio da dor, mas a fim de excluir patologia intracraniana.. Tanto as estruturas intracranianas como as extracranianas são sensíveis à dor. As estruturas extracranianas sensíveis à dor são: pele, tecido subcutâneo, músculos, membranas mucosas, dentes e alguns vasos sanguíneos maiores. As estruturas intracranianas sensíveis à dor são: seios venosos, veias de maior calibre e a dura-máter que as circunda, artérias durais e artérias do polígono de Willis. A sensibilidade dolorosa das estruturas intra e extracranianas,....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa