Anestesiologia Materno-Infantil - Capítulo 32 - Anestesia para procedimentos e cirurgias fetais

IMIP-Anestesia - cap-32 Luciana Cavalcanti Lima . Tânia Cursino de Menezes Couceiro . Maria Célia F. da Costa. INTRODUÇÃO. A cirurgia fetal é um campo em rápido desenvolvimento, envolvente e gratificante para os médicos que nele trabalham e tem como objetivos aumentar as chances de um desenvolvimento fetal normal e minimizar a morbidade neonatal. As técnicas anestésicas para cirurgia fetal são baseadas principalmente em relatos de casos e no conhecimento e entendimento das respostas à anestesia para cirurgias semelhantes em modelos animais. A identificação de malformações fetais está sendo possível pelo avanço no diagnóstico pré-natal, como ultrassonografia, ecocardiografia, ressonância magnética, amniocentese, coleta de sangue do cordão umbilical e amostras de vilosidades coriônicas. . A cirurgia fetal é a realização de procedimentos no feto ou placenta, alterando a história natural da doença fetal diagnosticada no útero. Pode variar desde procedimentos minimamente invasivos, como ligadura de vasos até cirurgias invasivas, como toracotomia com lobectomia. Durante a cirurgia, o feto continua a ser perfundido....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa