ALCOOLOGIA – O Alcoolismo na Perspectiva da Saúde Pública - Capítulo 8 - Álcool e Gravidez – Síndrome Alcoólica Fetal (SAF)

08 síndrome alcoólica fetal constitui complexo quadro clínico de manifestações diversas, decorrentes da exposição da criança ao álcool, durante o período da gravidez. Tais manifestações caracterizam-se por um grupo de sinais e sintomas relacionados ao comprometimento do SN (cérebro) e de outros órgãos (Lima, 2003).. A SAF pode manifestar-se de forma variável, segundo a gravidade do comprometimento fetal, a depender da freqüência e quantidade do consumo de bebida alcoólica e do período gestacional. Assim, podem-se observar abortamento, morte fetal perinatal, retardo mental grave (forma típica), déficit cognitivo/de atenção (com ou sem hiperatividade), distúrbios comportamentais, além de dismorfias craniofaciais, informações cardíaca, renal e de outros órgãos.. O importante aumento da produção de bebidas alcoólicas, em grande parte nos países desenvolvidos ou em desenvolvimento, sobretudo os ocidentais, fez com que os diversos problemas relacionados ao consumo nocivo de álcool (uso, abuso e dependência) chegassem a um nível jamais abservado antes. Hoje, a OMS coloca o alcoolismo como a terceira maior causa de morbidade e mortalidade, responsável por enormes gastos, apesar de subestimado..

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa