EMERGÊNCIAS MÉDICAS - Capítulo 66 - Sistematização da Assistência Médica aos Pacientes Politraumatizados

Untitled Document SIZENANDO VIEIRA STARLING BRUNO DE LIMA RODRIGUES RÔMULO ANDRADE SOUKI. INTRODUÇÃO O trauma, cada vez mais, torna-se presente em nossa sociedade. O crescente número de veículos, principalmente motocicletas, aliados ao desrespeito às leis de trânsito gera um fluxo continuo de pacientes nas salas de emergência. Observa-se também um aumento nas agressões interpessoais associado à utilização de armas mais letais. Atualmente o trauma é considerado problema de saúde pública sendo a segunda causa de morte no Brasil. O trauma deve ser encarado como uma doença, e como tal, necessita de uma abordagem adequada e especifica, com estratégias próprias.  Para abordar o paciente traumatizado é importante saber que esta é uma doença de gravidade variável com elevada incidência de óbito. Há necessidade que a equipe que presta o atendimento tenha flexibilidade para agir e reagir de acordo com a gravidade e complexidade de cada caso. Devido a esses fatores torna-se necessário sistematizar o atendimento aos pacientes traumatizados. Eles possuem, na maioria das vezes,....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa