EMERGÊNCIAS MÉDICAS - Capítulo 58 - Síndrome de Imunodeficiência Adquirida

Untitled Document Cecília Gómez Ravetti Dirceu B. Greco Enio Roberto Pietra Pedroso. Introdução A pandemia da síndrome de imunodeficiência adquirida (SIDA) foi reconhecida em 1983 associada à ação do Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) 1, 2 e 3 sobre o sistema imunológico humano, tornando-se nos últimos 15 anos, entidade nosológica crônica de convivência, desde que tratada de forma adequada. Poucas entidades nosológicas humanas apresentaram como a SIDA, tão rápida mudança em seu prognóstico e tratamento. A sua evolução prolongada associou-se com o aparecimento de diversas formas de expressão da relação agente-hospedeiro, incluindo auto-inflamação, auto-imunidade e neoplasia. A terapia anti-retroviral altamente eficaz promoveu melhor qualidade de vida e prolongamento da sobrevida, com internação hospitalar decorrendo, principalmente, de infecções oportunistas, e não relacionadas diretamente ao VIH, além de complicações relacionadas à medicação.. Etiologia O VIH é um retrovírus, antropozoonótico, sendo de importância as suas variantes 1 (predominante, com os....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa