EMERGÊNCIAS MÉDICAS - Capítulo 52 - Pneumonias

Documento sem título Ênio Pietra Pedroso. José Carlos Serufo. Introdução. A pneumonia é uma inflamação do parênquima pulmonar provocada por vários agentes, externos ou internos ao hospedeiro, biológicos, químicos ou físicos, inalados do ar ambiente, aspirados de conteúdo gástrico ou das vias aéreas superiores, da boca, raramente pela via hematogênica; ou, devido a reações de auto-agressão. O termo, entretanto, é consagrado à ação de agentes biológicos, como processo infeccioso do parênquima pulmonar que acomete as vias aéreas terminais (bronquíolos, alvéolos ou interstício), adquirido no domicílio, ou até duas semanas após residir em asilo, e que se expressa até 48 a 72 horas se o paciente foi internado em hospital.. Ocorrem anualmente no Brasil mais de dois milhões de PAC, com cerca de 26.000 óbitos. Na maioria das vezes o seu tratamento requer a internação hospitalar. São precedidas geralmente por colonização da faringe posterior, microaspiração da microbiota para o trato respiratório inferior e inalação do germe em aerossol. São problemas atuais importantes em relação à PAC a emergência do pneumococo multi-resistente e a identificação de novos patógenos.. A pneumonia nosocomial (PN), ou pneumonia relacionada à assistência, tem sido definida nas suas duas apresentações: Pneumonia....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa