EMERGÊNCIAS MÉDICAS - Capítulo 38 - Insuficiência Renal Aguda

Documento sem título INSUFICIÊNCIA RENAL AGUDA INTRODUÇÃO. A insuficiência renal aguda (IRA) caracteriza-se pelo declínio no ritmo de filtração glomerular (RFG) em horas ou dias ocasionando retenção dos níveis plasmáticos de uréia e creatinina e no desequilíbrio do volume extracelular e eletrolítico. . Foram propostos vários consensos e diretrizes para uniformizar a definição, prevenção e o tratamento da IRA, como os da Acute Dialysis Quality Initiative (ADQI) e da Acute Kidney Injury Network (AKIN), chamados de critérios RIFLE e RIFLE modificado, respectivamente. O critério RIFLE considera como marcadores de IRA o aumento da creatinina sérica ou a redução do volume urinário e a sua utilização correlaciona-se com o prognóstico. As taxas de mortalidade são maiores de acordo com os seus estádios classificados como de “risco”, “lesão” e “falência” de 2,4 (IC 1,94 a 2,97), 4,15 (IC 3,14 a 5,48) e 6,37 (IC 5,14 a 7,9) respectivamente. Esse critério, entretanto, possui limitação à medida que ocorra evolução em 24 horas dos estádios de risco para lesão e falência. O critério RIFLE modificado baseia-se na delimitação de duas mensurações de redução abrupta (≤ 48 horas) da função renal indicando IRA, definidos como: 1. aumento da creatinina sérica em....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa