EMERGÊNCIAS MÉDICAS - Capítulo 33 - Epilepsia

Documento sem título José Maurício Siqueira. Rodrigo Marmo da Costa e Souza. Definições e classificação. Crise epiléptica é a ocorrência de sinais ou sintomas transitórios decorrentes da atividade neuronal excessiva ou síncrona do cérebro. As duas características mais sugestivas de uma crise são a aura associada às convulsões focais e o estado confusional pós ictal, nem a incontinência urinária nem a ocorrência de alguns movimentos tônicos ou clônicos é significativa para distinguir de outras causas de perda transitória da consciência. . Auras são sinais e sintomas subjetivos que precedem uma crise observável. Epilepsia é um distúrbio cerebral caracterizado pela predisposição persistente do cérebro de gerar crises epilépticas e pelas conseqüências neurobiológicas, cognitivas, psicológicas e sociais dessa condição.  . São necessários três elementos para definição de epilepsia:. História de pelo menos uma crise Predisposição persistente do cérebro Condições associadas – neurobiológicas, cognitivas, psicossociais É importante enfatizar que a ocorrência de apenas uma crise, desde de que exista a probabilidade aumentada de....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa