EMERGÊNCIAS MÉDICAS - Capítulo 32 - Acidente Vascular Encefálico PARTE A. Acidente Vascular Encefálico Hemorrágico PARTE B. Acidente Vascular Encefálico Isquêmico

Documento sem título Parte A      ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO HEMORRÁGICO. Rodrigo Moreira Faleiro. Geraldo Vitor Cardoso Bicalho. Introdução. O Acidente Vascular Encefálico (AVE) é a principal causa de morte no Brasil, com 70.232 óbitos registrados em 2008.¹ É a principal causa de incapacidade no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).  Há uma tendência ao aumento do número de óbitos em decorrência de doenças cerebrovasculares, alcançando cerca de 12% da mortalidade mundial em 2030, segundo projeções da OMS.² Pela sua importância epidemiológica e gravidade, a American Heart Association considera o AVE condição especial de suporte básico e avançado de vida, assim como o Infarto do miocárdio e o trauma. ³ . Epidemiologia. O AVE hemorrágico (AVEH) representa 15-20% dos AVEs, com incidência média entre 10 e 20 casos por 100.000 habitantes.4,5 É mais comum na raça negra, orientais, homens e pacientes com maior idade, principalmente acima dos 55 anos.  A mortalidade da hemorragia intraparenquimatosa cerebral (HIC) varia entre 30 e 45,4% em 30 dias e é de até 63,6% em um ano. 6. Fatores de risco. A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é o principal fator de....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa