Clínica Cirúrgica - Capítulo 42 - Câncer de Vias Biliares

Fábio Mesquita Moura. EPIDEMIOLOGIA. O câncer de vias biliares deve fazer parte do diagnóstico diferencial de quadro de icterícia, assim como de nódulos hepáticos, apesar de ser pouco comum.. Tem prevalência maior no Oriente, principalmente no Sudeste da Ásia. Apresenta relação homem/mulher similar, com ligeira tendência ao gênero masculino (52% a 54%). No Ocidente, ocorre em pessoas com idade avançada, em geral após os 65 anos. Curiosamente vem apresentando aumento de incidência, principalmente na forma intra-hepática, sendo relatado aumento de 185% nos últimos 25 anos nos EUA. Contudo é pouco comum, sendo responsável por menos de 2% de todos os cânceres. Tem incidência global média de 0,85:100 mil.1. Apesar desses números, é o segundo câncer hepático mais comum: apenas o carcinoma hepatocelular é mais prevalente.. Os fatores de risco envolvidos no surgimento do colangiocarcinoma, assim como em todos os cânceres do epitélio biliar, incluem o processo de inflamação crônica, traduzido nos seguintes aspectos:. • Coledocolitíase e hepatolitíase.. • Infestação da via biliar por parasitas.. • Colangite esclerosante primária (CEP).. ....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa