Clínica Cirúrgica - Capítulo 36 - Câncer de Esôfago

Seção III - Cirurgia oncológica. Petrus Moura de Andrade Lima. Felipe Lopes. INTRODUÇÃO. Os tumores de esôfago continuam sendo um desafio para o cirurgião, pois ainda hoje se apresentam na maioria das vezes em estágio avançado, o que implica mau prognóstico dessa doença.. O presente capítulo discute os tumores de esôfago mais comuns: o carcinoma epidermoide e o adenocarcinoma. Entretanto, outros tipos de neoplasias, mais raros, podem acometer o esôfago, como mucoepitelioide, o adenoescamoso, neoplasias de pequenas células, carcinoma sarcomatoide, linfomas, melanoma e tumores estromais.. EPIDEMIOLOGIA E FATORES DE RISCO. O tumor de esôfago é mais comum em homens entre a sexta e a sétima década de vida. Evidências mostram que a baixa condição socioeconômica está relacionada com o aumento da incidência de câncer de esôfago.1 A epidemiologia dos tumores de esôfago sofreu grande mudança, uma vez que os adenocarcinomas apresentaram, nas últimas décadas, crescimento maior do que qualquer outra neoplasia sólida, passando a frente dos carcinomas epidermoides, que se mantiveram estáveis no mesmo período.1 No mundo eles ocupam o oitavo lugar em frequência, sendo um dos tumores....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa