Clínica Cirúrgica - Capítulo 35 - Cirurgia Minimamente Invasiva: Notes e Single Port

Josemberg Marins Campos Flávio Kreimer Luis Fernando L. Evangelista Manoel Galvão Neto. INTRODUÇÃO. Para a realização de cirurgia do aparelho digestivo, o cirurgião deve alcançar o órgão/estrutura a ser tratado, o que habitualmente envolve o acesso à cavidade peritoneal. Este acesso tem sido obtido por meio de incisão na parede abdominal, geralmente grande o suficiente para que seja visibilizada a estrutura a ser operada, além de abrir espaço para a utilização de instrumentos. Assim, dependendo da complexidade da patologia, a incisão na parede abdominal tem extensão variável.. Ao longo da história da cirurgia, as laboriosas laparotomias eram o padrão para o citado acesso. Na década de 1980 teve início uma nova era na cirurgia, com o despontar da laparoscopia terapêutica, substituindo uma incisão extensa por cinco ou seis pequenas incisões.1. O desenvolvimento dessa abordagem promoveu a redução da agressão à parede abdominal, da dor pós-operatória, da infecção de local cirúrgico e da incidência de hérnia de parede abdominal (Figura 35.1).2-4. . Na busca de um acesso cirúrgico o menos invasivo ....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa