Clínica Cirúrgica - Capítulo 25 - Apendicite Aguda

Flávio Kreimer Luis Fernando L. Evangelista INTRODUÇÃO A dor abdominal é uma das causas mais frequentes de procura de serviços de pronto-atendimento e emergências. Em geral, trata-se de um sintoma bastante inespecífico, podendo ser a manifestação inicial de inúmeras condições clínicas.1 A inflamação do apêndice cecal, ou apendicite, é um diagnóstico que sempre deve ser pensado nessas ocasiões, uma vez que pode se apresentar de forma variada e o retardo de seu diagnóstico pode levar a situações graves. O apêndice cecal é uma estrutura tubular em fundo cego localizada na parede posteromedial do ceco. Acredita- se que se trate de um órgão vestigial, que em algum momento da história da espécie humana tenha tido função específica. Atualmente não há consenso sobre uma função do apêndice, embora haja hipóteses de que seja parte do sistema imune.2 A apendicectomia é a cirurgia de urgência mais frequentemente realizada no mundo. Pode ocorrer em qualquer faixa etária, sendo a segunda e terceira décadas de vida as mais acometidas. Estima-se que o risco de um indivíduo desenvolver apendicite aguda ao longo de sua vida esteja em torno de 9% para os homens e de 7% para as mulheres.3 A causa primordial e desencadeadora da apendicite aguda é a obstrução de seu lúmen, geralmente por hiperplasia linfoide ou por material fecal impactado (fecalito).

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa