Clínica Cirúrgica - Capítulo 24 - Pancreatite Crônica

Euclides Dias Martins Filho Gustavo Carneiro Leão Filho INTRODUÇÃO A pancretite crônica (PC) é uma doença comum, com incidência de 8,2 por 100 mil habitantes, apresentando importante impacto social por comprometer a capacidade laboral de uma população ainda jovem.1 Apesar dos avanços na medicina, a PC é uma patologia que ainda merece nossa atenção e muitos estudos.2 No seu curso natural, a qualidade de vida é gravemente comprometida, especialmente em virtude de dor intensa, principal causa de hospitalização. Acredita-se que a fibrose progressiva do parênquima pancreático cause insuficiência exócrina e má digestão e, em casos avançados, diabetes melito. Complicações mecânicas também podem ocorrer, como formação de pseudocisto e obstrução duodenal ou biliar. O pico de apresentação ocorre entre 35 e 55 anos. O principal sintoma é a dor abdominal, com variação na sua apresentação, indo de leve e intermitente até intensa e constante. Essa última forma de apresentação pode levar à hospitalização frequente e à impossibilidade de trabalhar. O tratamento adequado dessa patologia continua sendo um desafio. A expectativa de vida desses pacientes é abreviada em 10 a 20 anos, com mortalidade 3,2 vezes maior que a da população em geral.1 A heterogeneidade dos pacientes e a natureza da dor, associadas ao escasso conhecimento da fisiopatologia, são obstáculos ....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa