Clínica Cirúrgica - Capítulo 17 - Hérnias da Parede Abdominal

SEÇÃO II - CIRURGIA GERAL E DO APARELHO DIGESTIVO. Antonio Cavalcanti de Albuquerque Martins Introdução Hérnia é a protrusão anormal de um saco revestido por peritôneo através da parede abdominal musculoaponeurótica. A palavra hérnia, derivada do latim, significa ruptura de parte de uma estrutura – no caso, a parede abdominal – o que bem representa a fisiopatologia dessa doença. As hérnias são uma das principais patologias tratadas em cirurgia em todo o mundo. Entre elas, as mais frequentes são as inguinais. Aproximadamente 700 mil hérnias inguinais são reparadas anualmente nos EUA.1 Considerações Anatômicas A região inguinal deve ser entendida como uma configuração em três dimensões. O conhecimento sobre a convergência dos planos tissulares é essencial para a cura cirúrgica da hérnia. Além disso, as relações anatômicas entre nervos, vasos, estruturas do cordão espermático, aponeuroses, músculos e fáscias devem ser estudadas em profundidade. Algumas dessas estruturas são foco de atenção em diversas técnicas cirúrgicas, exigindo, portanto, menção especial. Canal Inguinal  No adulto, o canal inguinal tem extensão aproximada de 4cm e se localiza 2 a 4cm acima do ligamento inguinal.

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa