Clínica Cirúrgica - Capítulo 14 - Hemorragia Digestiva

Raquel Kelner da Silveira Marcello Silveira Introdução O sangramento do trato gastrintestinal pode se manifestar clinicamente de cinco maneiras: hematêmese, vômito de sangue vermelho ou material hemático coagulado e escuro; melena, material hemático fétido e preto eliminado com as fezes; hematoquezia, material hemático vermelho ou marrom, liquefeito, eliminado com as fezes; sangramento gastrintestinal oculto, não visível nas fezes, mas identificado pelos testes de pesquisa de sangue oculto nas fezes ou por comprovação de deficiência de ferro; e sintomas de perda de sangue ou anemia, cefaleia, síncope, angina ou dispneia. O local de origem do sangramento no trato digestivo divide as hemorragias digestivas em dois grandes grupos, sendo o ângulo de Treitz a referência anatômica para essa conceituação. Na hemorragia digestiva alta (HDA), o sangramento tem origem no segmento gastrintestinal situado acima do ângulo de Treitz, ao passo que nas hemorragias digestivas baixas (HDB) os locais de origem da perda de sangue estão no segmento distal ao referido ângulo (Figura 14.1).1-4 . Entretanto, há quem conteste a referência anatômica do ângulo de Treitz para conceituar....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa