Endocrinologia e Diabetes - Parte 07 – Endocrinologia Masculina- Capítulo 53 – Disfunção Erétil

Paulo Diniz Francisco Bandeira . Introdução . A disfunção erétil (DE) pode ser definida como a incapacidade persistente em obter e/ou manter ereção adequada para uma atividade sexual satisfatória (50% a 75% das tentativas). O termo disfunção erétil define com mais precisão este tipo de distúrbio sexual que a nomenclatura anterior, impotência sexual, que tinha uma conotação muito pejorativa.1 a DE representa um problema importante na população masculina sexualmente ativa porque interfere tanto na auto-estima como nas relações interpessoais do paciente, determinando impacto negativo na qualidade de vida. A DE pode ainda ser acompanhada de outros distúrbios sexuais, como redução do desejo sexual (libido) e alterações na ejaculação ou no orgasmo. Porém, cabe destacar que o termo disfunção erétil está relacionado somente com as alterações da rigidez peniana, distúrbios que também podem inexistir na vigência da DE.2 . O desejo sexual (libido) geralmente está preservado, excetuando-se casos associados com hipogonadismo, distúrbio psiquiátrico ou doença sistêmica. Um fato importante na avaliação da DE persistia nafalta de....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa