Manual de Urgências em Pronto Socorro - Parte 02 - Urgências Clínicas - Capítulo 64 - Acidentes Vasculares Encefálicos

Odilon Braz Cardoso. I. Definição. Os acidentes vasculares encefálicos (AVE) se caracterizam pela instalação abrupta dos sintomas e/ou sinais que são quase sempre focais. Ocorrem em qualquer idade, sendo mais comuns em adultos e principalmente nos idosos (50% após os 60 anos). São a terceira causa de morte nos países desenvolvidos e a primeira de morbidade. O diagnóstico definitivo só pode ser feito mediante a tomografia cerebral (TC) ou a ressonância nuclear magnética (RN). Muitos pacientes com quadro sugestivo de isquemia podem ser na realidade hemorrágicos, e vice-versa. Tumores e outras lesões parenquimatosas (infecciosas, parasitárias, desmielinizantes) podem simular AVE (10% dos casos), sendo o glioma de baixo grau, que evolui muito lentamente em anos, o de diferenciação mais difícil com AVE isquêmico. Quando a evolução está estranha, principalmente com convulsões focais ou mal definidas, devem-se fazer TC e RM para aumentar a chance de imagem esclarecedora. Em raros casos, a biópsia é necessária para certeza diagnóstica. Pode também, raramente, ocorrer hemorragia dentro de um tumor..

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa