Terapia Intensiva em Pediatria - Seção 04 - Temas Neurológicos- Capítulo 22 - Estado de Mal Epiléptico

Adélia Henriques-Souza . Introdução e Conceito . Estado de mal epiléptico (EME) pode ser definido como uma crise epiléptica suficientemente prolongada ou crises repetidas em curtos intervalos, levando a um estado epiléptico invariável e duradouro. Em virtude dessa imprecisão temporal, o diagnóstico de EME foi estipulado como qualquer crise com duração de 30 minutos ou mais, ou repetidas crises sem recuperação da consciência entre elas. Embora essa definição seja imprecisa, pois não engloba todas as situações encontradas na prática clínica, qualquer profissional deverá estar apto a reconhecer esse quadro de maneira efetiva. O EME é a emergência neurológica mais freqüente, sendo necessário tratamento eficaz imediato para o controle da atividade epiléptica, com o objetivo de prevenir lesões neuronais e/ou os distúrbios sistêmicos associados. . A incidência do EME é variável, pois dependerá da faixa etária do paciente, da instituição de origem do estudo (se primária ou de referência para o atendimento de pacientes epilépticos) e até mesmo do conceito estabelecido previamente de EME. O primeiro estudo populacional,....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa