Cirurgia de Urgência - Vol. I - 2ª Ed. - Capítulo 06.06. Insuficiência Respiratória Aguda

Carlos Faria Santos Amaral Introdução A insuficiência respiratória aguda (IRA) pode decorrer de alterações em qualquer um dos quatro ciclos que compõem o processo respiratório: o ambiental, através da diminuição da concentração de O2 no ar ambiente; o pulmonar, mediante insuficiência ventilatória ou alveolocapilar; o circulatório, como decorrência da incapacidade da hemoglobina em transportar O2, e o mitocondrial, caracterizado pela impossibilidade de utilização de O2 na cadeia respiratória. Entretanto, o conceito de respiração está tão intimamente ligado à função pulmonar que, na prática médica, a IRA habitualmente se refere a condições onde há súbita falência dos pulmões em atender seus objetivos funcionais, que são o de oxigenar adequadamente o sangue e eliminar o gás ônico produzido pelo metabolismo tecidual. A evolução da tecnologia médica tem permitido que pacientes portadores de instabilidades graves dos sistemas fisiológicos principais sejam mantidos vivos, através de métodos artificiais, até que haja recuperação das funções destes sistemas.....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa