Cirurgia de Urgência - Vol. I - 2ª Ed. - Capítulo 06.03. Derrames Pleurais

Sílvio Paulo Pereira. . Introdução. . No que se refere à urgência, o derrame pleural assume importância em apenas três situações: (1) quando há importante comprometimento da respiração; (2) quando o liquido acumulado no espaço pleural é pus, e (3) quando se trata de hemotórax traumático volumoso e agudo. Na primeira situação (comprometimento importante da respiração), o quadro clínico nem sempre vai depender do volume do líquido acumulado mas, sim, da rapidez com que ele se formou e, principalmente, das condições prévias da função respiratória do indivíduo. Assim é que um pequeno derrame pode constituir uma urgência respiratória, levando a grande dispnéia, num indivíduo idoso, portador de bronquite crônica ou enfisema pulmonar. Por outro lado, um derrame de volume apreciável que tenha se instalado lenta e gradualmente, em unia pessoa jovem, portadora de função pulmonar normal, não causará maiores dificuldades respiratórias, não constituindo, portanto, uma urgência cirúrgica. Na segunda situação (líquido purulento), temos o....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados


Assinantes


Esqueceu a senha?