Cirurgia de Urgência - Vol. I - 2ª Ed. - Capítulo 02.67. Abdômen Agudo Pós - Operatório

Alcino Lázaro do Silva. Renan Catharina Tinoco. . Introdução. . Reoperações para tratar complicações ou corrigir indicações cirúrgicas incorretas ocorrem no pós-operatório imediato de 4% de operações gastrintestinais.2. . Um abdômen agudo pós-operatório (AAPO) que requer uma nova intervenção, exige o melhor que uma equipe tem a oferecer: sabedoria, experiência, senso moral e habilidade técnica para tratar uma situação delicada. O cirurgião deve ter o bom senso de saber se deve reoperar, não retardar na indicação da cirurgia e não executar uma reoperação que terminará fatalmente em óbito. A decisão de unia reoperação urgente é uma questão difícil, porque um erro pode significar um desastre.. . Os cirurgiões queixam, com freqüência, que os clínicos demoram em consultá-los nos casos de obstrução intestinal, peritonite ou hemorragia digestiva. Entretanto, este mesmo cirurgião, paradoxalmente, retarda em reoperar os seus pacientes com complicações pós-operatórias. Não deve haver....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados


Assinantes


Esqueceu a senha?