Cirurgia de Urgência - Vol. I - 2ª Ed. - Capítulo 02.08. Lesões Agudas do Estômago

Alcino Lázaro da Silva. . Elas podem ser devidas a agentes contundente e penetrante, ingestão de corrosivos ou corpo estranho, iatrogenia (instrumento, hiperdistensão gasosa), ruptura espontânea, dilatação gasosa pós-operatória. 22 Trauma fechado. . O estômago é um segmento dilatado e situado entre dois esfíncteres. Suas paredes são finas, e mais finas ainda na distensão gasosa ou no estômago repleto de alimentos. A curvatura menor é fixa, o que facilita, ai, maior número de ruptura, ao contrário da curvatura maior, que é móvel e pouco atingida pelos traumas. A caixa torácica o protege dos traumas diretos ou indiretos e o agride nas manobras de compressão torácica para tentativas de ressuscitação cardiorrespiratória. Tendo ligamentos que o situam no andar supramesocólico, os fenômenos de inércia ou desaceleração rápida facilitam a ruptura da parede anterior, seguida pela curvatura menor, pela maior e pelo corpo do estômago. Estas lesões se acentuam....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados


Assinantes


Esqueceu a senha?