Cirurgia de Urgência - Vol. I - 2ª Ed. - Capítulo 01.11. Broncoscopia de Urgência

Maurício São Tiago Fulgêncio. . A broncoscopia feita em regime de emergência tem duas grandes indicações: o sangramento respiratório maciço e a iminência de obstrução da via aérea. Permite localizar a origem da hemorragia, tamponá-la, cauterizar vasos rompidos e remover coágulos. Desobstrui a via aérea, remove corpos estranhos e aspira secreções. Ocasionalmente, a intubação traqueal só é possível após chegar à glote por broncoscopia.. . Instrumental. . Os broncoscópios foram introduzidos no inicio do século. Eram tubos rígidos de diferentes diâmetros e comprimentos, abertos e iluminados proximal ou distalmente. A visão se obtinha através de sua luz, por onde penetravam pinças, aspiradores, cautérios, ópticas etc. No final dos anos 60, apareceram os broncofibroscópios, que modificaram a técnica. Nestes, a iluminação e a imagem são transmitidas por um feixe de fibras ópticas e os aparelhos são flexíveis. O instrumental é, portanto, composto de dois tipos de aparelhos: o endoscópio rígido, aberto, e o fibroscópio, fechado.....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa