Protocolos em Trauma – Hospital de Pronto Socorro João XXIII - I Protocolo - Capítulo 02 - Via Aérea Definitiva em Sala de Emergência

“Deus, ao soprar nas narinas do primeiro homem, infundiu-lhe a vida e a alma – pneuma.”. Gênesis (2:7). Estabelecer uma via aérea definitiva em sala de emergência envolve alguns cuidados específicos para não provocar dano adicional e piorar o quadro do paciente. . . Pontos-Chave . • Melhorar a oxigenação, oferecendo a máxima concentração de  O2 possível. • Evitar a insuflação de ar no estômago ao se ventilar com pressão positiva. • Usar a manobra de Sellick no momento da intubação. • Aspirar secreções e sangue. • Sedar. • Conhecer métodos alternativos de manuseio de vias aéreas (plano B).. Generalidades. • O paciente vítima de trauma apresenta algumas características que dificultam a intubação, seja por traumatismo direto de face ou de vias aéreas, seja pela restrição ao posicionamento correto. O diagnóstico precoce destes problemas....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa