Manual de Urgências em Pronto-Socorro - 8ª Edição - Capítulo 59 - Coma

Eustáquio Claret dos Santos. I. Introdução. O coma é um estado profundo de inconsciência, durante o qual o indivíduo não é capaz de reagir ao seu ambiente. Juntamente com outros estados alterados da consciência é considerado uma emergência neurológica e ações precisam ser tomadas rapidamente para evitar danos permanentes. Assim a adoção de medidas terapêuticas imediatas é determinante para proteger o cérebro contra danos mais graves ou irreversíveis e, conseqüentemente, melhorar o prognóstico.. II. Conceito. Como em muitos processos mentais que ocorrem no cérebro, a biologia da consciência é muito complicada e não bem entendida.. A consciência pode ser definida como um atributo altamente desenvolvido da espécie humana, dotando o indivíduo de um estado de conhecimento de si próprio e do ambiente. Apresenta dois aspectos: a vigília e o conteúdo da consciência. A primeira está relacionada ao nível de consciência, sendo uma função autonômica-vegetativa independente, mantida pelo tronco encefálico e diencéfalo. O conteúdo da consciência representa, por sua vez, a soma de todas as funções mentais cognitivas....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2018 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa