Cirurgia de Urgência - Vol. II - 2ª Ed. - Capítulo 17.12. A Cirurgia de Urgência como uma das Fontes e Formas de Aprendizado o Curso de Graduação

José Ignácio de Resende Dutra. Alcino Lázaro do Silva. . A cirurgia de urgência é uma fonte de aprendizado, assim como o é a eletiva. Nesta, o paciente pode ser melhor preparado através de anamnese minuciosa, exame físico completo, solicitação de exames especializados e interconsultas, propiciando o planejamento cirúrgico mais adequado.. . Na urgência, as condições se modificam porque as doenças aparecem, geralmente, em pacientes hígidos que, bruscamente, se vêem frente a hospital, profissionais desconhecidos, além de não se apresentarem em jejum e às vezes até alcoolizados,. . A situação se agrava mais quando há emergência. Nesta, o exame físico é mais importante e não há qualquer preparo prévio, a ponto de se confundir o pré e o transoperatório.. . Essa circunstância, portanto, não constitui um bom recurso para o ensino na graduação, ao contrário do que se passa com a cirurgia de urgência. Nesta, como se sabe, há três situações distintas. A doença crônica que se complica agudamente (hemorragia digestiva aguda por hipertensão porta); a doença aguda por excelência (úlcera aguda perfurada) e o trauma que acomete pessoas hígidas.. . Logo,....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa