Cirurgia de Urgência - Vol. II - 2ª Ed. - Capítulo 16.11. Cirurgia Laparoscópica

Alcino Lázaro da Silva. . Eu entendo o exercício da cirurgia como um aprendizado contínuo sobre um aprimoramento técnico, cultural, humano e ético-moral.. . No inicio, o aprendiz quer operar e exercitar-se para o adestramento manual. É preciso operar. Segue-se uma necessidade de cultivar-se, pois observa que o importante não é executar. O importante é diagnosticar bem e indicar melhor. Para isto é necessário culturas propedêutica, fisiopatológica, diagnóstica e crítica, para decidir sobre o mais nobre, ou seja, indicar com acerto. Em seqüência, o cirurgião, já adestrado, culto, aculturado entre seus pares e com senso crítico, inicia-se num campo mais abrangente qual seja o do bom senso. Passa, então, a refletir sobre determinadas operações já realizadas e que o tempo mostrou ser pouco útil às necessidades do paciente. Começam a perpassar idéias refletidas na busca de procedimentos úteis e menos mórbidos ou menos lesivos à unidade e à integralidade biológica do paciente. Nessa fase, o domínio das técnicas e táticas, dos instrumentos, dos tecidos como um todo e do ato operatório, no seu sentido lato, faz com que o cirurgião passe a entrar por caminhos mais refinados....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa