Cirurgia de Urgência - Vol. II - 2ª Ed. - Capítulo 16.08. Medicina Militar de Urgência de Força Aérea (Medicina Aeroespacial)

Roberto Carvalho da Motta Teixeira. . Introdução.5. . Uma Força Aérea só possuí algo específico, em termos de Medicina de Urgência, quando em vôo.. . Os problemas de ordem médica provocados no tripulante pelo vôo militar são, amiúde, agudos e exigem atenção médica imediata, tão logo ocorra o retorno à base, e, mesmo assim, esse retomo só será possível se, ainda em vôo, o piloto puser em prática os procedimentos de atenuação e defesa que conheça.. . As demais ocorrências médicas que possam surgir em vôo, não provocadas pela atividade aérea, com crises apendiculares ou cardíacas, hemorragias por ferimentos de combate ou as emergências que atinjam o pessoal da Força Aérea no solo, em nada diferem das lesões decorrentes de grandes catástrofes, como incêndios, enchentes engavetamento de trens, explosões de depósitos de combustivel e outras, que necessitam o tratamento de urgência convencional.. . A Medicina é a ciência e a arte de manter o organismo humano em perfeito funcionamento ou de fazê-lo voltar ao seu desempenho funcional normal, quando dele se afastou por qualquer motivo.. . Um....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa