Cirurgia de Urgência - Vol. II - 2ª Ed. - Capítulo 08.06. Condutas Ginecobstetriícias Extra-Hospitalares

Marilles Porto Mattos. Josefá Lima Dias. . Introdução. . A fim de se seguir uma eficiente assistência ao paciente, em caso de emergência cirúrgica extra-hospitalar, torna-se necessário considerar um conjunto de ações básicas que envolve o paciente, o enfermeiro e o médico.. . Embora existam atribuições peculiares do médico e do enfermeiro, ambos, em situações adversas, se revezam com o objetivo de proporcionar ao enfermo um atendimento total e conjunto.. . O médico e o enfermeiro devem sempre oferecer ao paciente uma assistência integral, isto é, biopsico-sócio-espiritual, preventiva, curativa e promocional.. . Serão abordados neste trabalho os princípios que regem a conduta nas ocorrências extra-hospitalares. Nesses casos, os pacientes receberão cuidados imediatos, desde os incidentes mais simples aos mais complicados, assumindo a enfermagem toda responsabilidade no remanejamento do paciente ao hospital mais próximo, para que possa receber o tratamento apropriado. 26,33,36. . Trauma Genital. O aparelho....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa