Manual de Terapêutica Clínica - 28ª Ed. - Capítulo 16 - Doenças Hepáticas

Heather M. White Avaliação da Função Hepática As doenças do fígado são freqüentemente classificadas como agudas ou crônicas. A aguda relaciona-se a anormalidades presentes há menos de 6 meses, e a crônica, a anormalidades presentes há mais de 6 meses. O termo insuficiência hepática fulminante implica especificamente a progressão acelerada, desde o início da doença, até à insuficiência hepática, em um prazo inferior a 4 semanas, ocorrendo apenas, portanto, em processos agudos. I. A avaliação laboratorial, inclui testes de varredura da função hepática. Os testes bioquímicos podem incluir medições de (1) enzimas do soro, incluindo as aminotransferases, a fosfatase alcalina e a 5’-nucleotidase; (2) excreções como a bilirrubina, ácidos da bile e amônia; e (3) produtos sintéticos como a albumina, os fatores de coagulação e o colesterol. A. Enzimas do soro. As alterações hepáticas associadas às elevações predominantes na aspartato aminotransferase (AST) e na alanina aminotransferase (ALT) são chamadas de hepatocelulares; alterações hepáticas....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados


Assinantes


Esqueceu a senha?