A Síndrome da Falência de Múltiplos Órgãos - 1a. Ed. - Capítulo 04 - A Caracterização Epidemiológica da SFMO

I. Conceituação. . A SFMO pode ser conceituada como uma grave e complexa manifestação mórbida, com características basicamente subagudas e crônicas, que se desenvolve, geralmente, após um hiato variável de tempo de aparente estabilidade, em seguida a um trauma considerável e inespecífico, associada a elevada morbidade e mortalidade, na qual ocorre deterioração orgânica progressiva e universal, devido, basicamente, ao desenvolvimento de lesões anatômicas confluentes do tipo isquemia/reperfusão e cuja falência fisiológica vai sendo percebida clinicamente, de forma seqüenciada ou coincidente, à medida que os órgãos envolvidos promovem o desequilíbrio sistêmico. Faz parte da síndrome uma constelação de patologias graves associadas, isoladamente, à elevada mortalidade, como a SARA, a insuficiência renal pós-traumática (IRPT), as úlceras de estresse (UE), a insuficiência hepática pós-traumática (IHPT), as lesões cardíacas (ICPT), glandulares (IGPT), cerebrais (ICPT), hematológicas, entre outras. Detalharemos, neste livro, as quatro primeiras. Além disso, as lesões....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2017 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa