Tratamento Intensivo Neurológico e Neurocirúrgico - 4º Ed. - Capítulo 02 - Fisiologia Intracraniana e Pressão Intracraniana Elevada

Uma compreensão das mudanças fisiológicas que resultam de um processo expansivo na caixa intracraniana é essencial para o tratamento de lesões expansivas e edema cerebral, e para o uso efetivo de aparelhos de monitoração da pressão intracraniana. Muito dessa compreensão derivou do trabalho clínico de Lundberg e colegas com pacientes com ferimentos cranianos nos anos 60 (Capítulo 12) e observações experimentais de efeitos de processo expansivo em animais. Desde então, esse trabalho tem sido suplementado por um estudo sistemático em pacientes com ferimentos cranianos e tumefação cerebral intensa depois de um infarto cerebral. Não está sempre claro como esse trabalho se relaciona com as decisões diárias em uma unidade de tratamento intensivo. Talvez o maior problema tenha sido o foco na manipulação das variáveis fisiológicas sem uma compreensão nítida de como podem alterar o prognóstico, o que freqüentemente leva a resultados fisiologicamente desejáveis, mas sem melhora no prognóstico. Todavia, a exposição seguinte dá uma base para tratar com sensibilidade todos os pacientes com expansões cerebrais. A caixa intracraniana serve para proteger o cérebro, provê-lo com nutrientes e remover produtos de degradação. Alguns aspectos fisiológicos....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados
Artigo / Publicado em 28 de agosto de 2018

Mielomeningocele

Artigo / Publicado em 19 de maio de 2009

Cetoacidose Diabética na Criança

Artigo / Publicado em 20 de julho de 2012

Tratamento do tétano

Notícia / Publicada em 14 de março de 2016

Meningoencefalite causada pelo vírus Zika: um relato de caso

Notícia / Publicada em 23 de setembro de 2013

Anafilaxia por picadas de insetos deveria ser acompanhada após episódio inicial

Notícia / Publicada em 20 de agosto de 2012

Parada cardíaca extra-hospitalar: como ter um prognóstico mais favorável

Notícia / Publicada em 21 de setembro de 2010

Maior tempo de permanência na emergência é associado a pior prognóstico em pacientes criticamente enfermos

Notícia / Publicada em 26 de agosto de 2010

Doença neurológica pode ocorrer em até 5% dos casos de dengue, alerta especialista

Notícia / Publicada em 8 de novembro de 2000

Os Níveis de RNA Dos HCV Precoces Pós-Transplante Prevêem a Gravidade da Recorrência

Notícia / Publicada em 5 de outubro de 2000

A Análise de uma Amostra de Sêmen 3 Meses Após Vasectomia Usualmente é Suficiente



Assinantes


Esqueceu a senha?