Semiologia Pediatrica - Capítulo 15 - Exame Neurológico

Ana Sfoggia. João Carlos Santana. A avaliação neurológica de uma criança tem-se tornado cada vez mais imprescindível. Os diversos avanços diagnósticos e terapêuticos em diferentes áreas, especialmente no manejo de recém-nascidos muito prematuros e de crianças com doenças crônicas (pneumopatias, complexas cardiopatias congênitas, etc.), produziram uma nova população de risco para desenvolver danos neurológicos, como, por exemplo, seqüelas de hemorragia intracraniana, paralisia cerebral, retardo mental, epilepsia e outros. O diagnóstico precoce de doenças do sistema nervoso está relacionado com um melhor prognóstico. Somente nos Estados Unidos, cerca de um terço das crianças hospitalizadas tem disfunção neurológica. . Especificamente, no campo da Neurologia, houve muitos progressos referentes aos recursos diagnósticos, tais como tomografia computadorizada, ressonância magnética, angiografia e eletrencefalograma, garantindo diagnósticos mais precoces e seguros. Dessa maneira, os inúmeros avanços tecnológicos da área diagnóstica e terapêutica, a entrevista clínica adequada e o exame físico pormenorizado devem ser conjugados para avaliar a integridade global....

Siga em Google+



conteúdos relacionados

© 2000 - 2014 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa