Tópicos em Gastroenterologia - Volume 11 - Avanços em Coloproctologia - Capítulo 34 - Como Abordar a Dor Pelviperineal Crônica?

Manoel Jacobsen Teixeira. Carlos Walter Sobrado Jr.. Introdução. Dor é uma experiência vivenciada pela quase-totalidade dos seres humanos75, e é por meio dela que a maioria das afecções se manifesta78. Como sintoma ou doença, é freqüentemente motivo de procura do sistema assistencial de saúde. Como uma modalidade sensorial consciente, apresenta aspecto sensitivo e emocional e representa uma imagem simbólica69. Evoca reações emocionais e comportamentais físicas e psíquicas que magnificam ou suprimem sua expressão. É definida como "uma qualidade sensorial e emocional desagradável que é associada ou descrita como conseqüente a lesões teciduais reais ou potenciais"53. A avaliação e a interpretação dos dados e repercussões da dor e as intervenções dirigidas para seu controle devem obedecer a essa multidimensionalidade do fenômeno sensitivo doloroso. A percepção e a expressão da dor dependem da natureza, localização e magnitude da lesão e da relação destas com os aspectos ambientais e traços culturais e emocionais do indivíduo71. . A ocorrência de dor pelviperineal....

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa