Tópicos em Gastroenterologia - Avanços em Gastroenterologia - Volume 15 - Capítulo 14 - Tratamento da carcinomatose peritoneal secundária ao câncer colorretal

Rodrigo Gomes da Silva. Introdução. A presença de implantes peritoneais em pacientes com câncer colorretal tem significado, tradicionalmente, doença avançada, sem perspectiva de sobrevida a longo prazo. Diante desta situação, a maioria dos cirurgiões opta por procedimentos paliativos, deixando grande quantidade de tumor residual. Os pacientes são posteriormente encaminhados para quimioterapia sistêmica paliativa. Com essa abordagem, a história natural de pacientes com carcinomatose peritoneal por câncer colorretal revela sobrevida mediana de apenas 6 a 7 meses4,14,19,29.. Apesar deste quadro sombrio, recentemente, numerosos relatos dos EUA e da Europa têm sugerido que a completa ressecção cirúrgica da carcinomatose, associada à irrigação da cavidade peritoneal com quimioterapia, poderia resultar em sobrevida longa, em pacientes selecionados1,2,6-8,10-12.. Este capítulo tem o objetivo de revisar os dados atuais com esse tipo de abordagem agressiva, que combina três modalidades de tratamento contra o câncer: cirurgia radical, quimioterapia intraperitoneal e hipertermia..

Divulgação



Publicidade

conteúdos relacionados



© 2000 - 2019 Bibliomed, Inc. Todos os Direitos Reservados contato imprensa